terça-feira, 7 de março de 2017

Retóricas ... de ti fabula est * Antonio Cabral Filho - Rj

Retóricas ...de ti fabula est


“Era um garoto que amava
Os Beatles e os Rolling Stones”,
Entre otras cositas más...

Nunca estragou pedra em passeata,
Pero de deu em deu
Veio a primeira cadeia,

E escreveu com o próprio sangue
Nas paredes da prisão
                                           LIBERDADE
                                               ACIMA
                                                    DE
                                                 TUDO


*

sábado, 5 de dezembro de 2015

No Caminho De Andrés Eloy Blanco * Antonio Cabral Filho - RJ


No Caminho de Andrés Eloy Blanco


Andrés, ainda é tempo,
Podemos jantar mitos
Colhidos no Orinoco
Para alegria dos deuses.
Vou pegar alguns caniços
E preparar iscas,
Fincaremos as varas
Bem à beira d’água
E nos sentaremos distantes
Para que nossos peixes
Não se sintam caças
De certos predadores.
Assim, quando estivermos
saboreando-os, não se sentirão
devorados por algozes.
Vamos. Não se preocupe
Com a sua presença...
Tanto nossos mitos das águas
Como nosso rio mitológico
Nos acolherão festivos.
*

segunda-feira, 25 de maio de 2015

Meus Clássicos / Soneto Rubro E Outros Versos * Antonio Cabral Filho - Rj

Soneto Rubro 
E Outros Versos
*

Meus Clássicos


O telhado tocava Chopin,
Tentando ninar meu tédio,
Mas na vitrola, Wagner
Soltava todas as Valquírias
À caça do meu sono Don Juan
Em noite de Zorro no México.

 ***

quarta-feira, 8 de abril de 2015

Rumo Ao Fim Da Picada / Soneto Rubro * Antonio Cabral Filho - Rj

SONETO RUBRO
e outros versos
*
Rumo ao Fim da Picada

Foi numa quarta-feira
De lua cheia
E nos encontramos
Na Praça Cruz Vermelha,
Como combinamos.
Mas Cupido esgrimava o espaço
Atiçando o caldeirão hormonal
E só lembro que perguntei-lhe
Se topava ir comigo
Até ao fim da picada...
- Picada, é comigo mesma!
Argüiu incisiva

*